Início > Orientação a Objetos > Pilares da Orientação a Objetos

Pilares da Orientação a Objetos

A Orientação a Objetos conhecida como O.O nasceu em meio à crise do software. Sua principal motivação era a de aproximar a construção de um software do mundo real, devido ao fato de que o raciocínio do ser humano está relacionado diretamente com o conceito de objetos.

Seus pilares são:

Encapsulamento

É a capacidade de ocultar os dados manipulados dentro do objeto, evitando assim a sua manipulação indevida (acesso externo ao objeto). Oculta os dados da implementação de quem utiliza um método do objeto.

Herança

Capacidade de verificar semelhanças em duas estruturas e criar uma estrutura genérica que possa compartilhar os seus atributos e métodos com as classes que as herdam.

Utilizando a herança podemos reaproveitar o código do que é semelhante.

Polimorfismo

Polimorfismo – do grego muitas formas, é a capacidade na qual um ou mais objetos possam ter distintas implementações para um mesmo método, podendo ser:

* Redefinição de Métodos(Herança) : duas classes que herdam de uma mesma classe pai, podem ter implementações diferentes para um mesmo método.

* Sobrecarga de Operadores: uma classe pode ter um mesmo método com diferentes assinaturas (parâmetros)

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: